Dinheiro é a mola mestre de tudo (infelizmente), e com muito pesar estou agora colocando à venda toda minha coleção de cd´s, não vou colocar aqui quais são os títulos que possuo, mas deixo claro desde já que são muitos e de vários gêneros, principalmente nacionais. Dentre eles, Rock/Pop Nacional, MPB, Samba antigo, Bossa Nova, Chorinho e etc. A maioria deles esta fora de catálogo, por isso terá obviamente um preço diferenciado. Quem tiver interesse me envie um email (larbac@uol.com.br) com o título desejado que responderei se possuo e o valor. Ps: Tenho quase todos os discos da coleção Odeon 100 anos, muitos da BMG Original, vários importados de Bossa Nova e coleção gigante de rock nacional.
Às vezes nos surpreendemos com algumas coisas, mas começo a aprender a não me surpreender mais com Charles Gavin. Sabe o que é engraçado?? Ele pegou o espírito da coisa e a prova indiscutível disso é o livro "Bossa Nova e Outras Bossas – A Arte e o Design das Capas dos LPs", de Charles Gavin e Caetano Rodrigues, um lançamento promovido pela Petrobrás.

Esta obra resgata parte importante da memória gráfica e artística brasileira das capas de disco, contém mais de 700 capas de LPs, muitas raras.

Numa edição belíssima de 311 páginas pode ser encontrada grande parte das capas dos Lps da bossa nova ou "bem, quase todos" como escreve Ruy Castro. No mesmo livro, Ruy Castro escreve sobre a ausência de informações nas fichas técnicas dos lps, que muitas vezes não informam os músicos envolvidos no projeto. Sabemos disso, certo? E não podemos de deixar de mencionar que em muitos casos não há nem ao menos a identificação do artista responsável pela capa da obra sendo identificado quando possível simplesmente pelo estilo.

Como mencionado no livro, quem gosta de música sofre, mas sofre mais ainda quem gosta de música e discos. Infeliz realidade, mas aos poucos tudo muda...

Odeon 100 Anos - Parte II

Decidi colocar a listagem neste post para facilitar a visualização.

Todos os títulos lançados pela coleção "Odeon 100 Anos"

(Como escrevi anteriormente, é possível visualizar todas as capas no endereço http://atequeenfim.zip.net/odeon100anos.htm).

A listagem segue abaixo: (em ordem alfabética)

1 7 De Ouros - 7 De Ouros 
2 Alceu Valença - Quadrafônico 
3 Antônio Adolfo & a Brazuca - Antônio Adolfo & a Brazuca 
4 Bola Sete - É a Bola da Vez 
5 Bossa Três - Os Reis do Ritmo 
6 Burnier / Cartier - Burnier & Cartier 
7 Carmen Miranda - A Nossa Carmen Miranda 
8 Carmen Miranda - O Que é Que A Baiana Tem 
9 Cassiano Apresentamos - Nosso Cassiano 
10 Celly Campello - Estúpido Cupido 
11 César Camargo Mariano e Hélio Delmiro - Samambaia 
12 Conjunto 3D - Muito Na Onda 
13 Coro dos Compositores da Portela Minha Portela Querida - Sambas de Terreiro 1972 
14 Deny / Dino - Deny e Dino 
15 Di Melo - Di Melo 
16 Dick Farney - Dick Farney e seu Jazz Moderno no Auditório de "O Globo" 
17 Dilermando Pinheiro - Batuque Na Palhinha 
18 Donato e seu Conjunto - Chá Dançante (João Donato)
19 Doris Monteiro - Doris Monteiro 
20 Doris Monteiro - Dóris 
21 Doris Monteiro e Lúcio Alves - No Projeto Pixinguinha 
22 Doris Monteiro e Miltinho - Dóris, Miltinho e Charme 
23 Dory Caymmi - Dory Caymmi 
24 Edu Lôbo - Edu Lôbo 
25 Eduardo Araújo - Onda É Boogaloo 
26 Eduardo Gudin - Eduardo Gudin 
27 Eliana Pittman - Eliana Pittman 
28 Elza Soares - Baterista Wilson Das Neves 
29 Elza Soares - Elza Carnaval E Samba 
30 Elza Soares - Elza Pede Passagem 
31 Eumir Deodato - Idéias 
32 Eumir Deodato - Percepção 
33 Fátima Guedes - Fátima Guedes 
34 Francis Hime - Francis Hime 
35 Gasolina - Sambou pra Frente (Relembrando Vassourinha) 
36 Geraldo Vespar e seu Violão - Samba, Nova Geração 
37 Germano Mathias - Ginga No Asfalto 
38 Golden Boys - Fumacê 
39 Hélio Delmiro - Emotiva 
40 Isaura Garcia com Walter Wanderley e seu Conjunto - A Pedida é Samba 
41 João Donato - Quem É Quem 
42 Johnny Alf - Nós 
43 Joyce - Nelson Angelo e Joyce 
44 La Famiglia - Skowa E A Máfia 
45 Leny Andrade - "Estamos Aí" 
46 Lô Borges - Lô Borges 
47 Lô Borges - Via Láctea 
48 Lúcio Alves - Lúcio Alves, Sua Voz Ótima, Sua "Bossa Nova" Interpretando Sambas em 3D 
49 Luis Vagner - Luis Vagner 
50 Luiz Arruda - Pães Brasil - Dia e Noite 
51 Luis Bonfá - Recado Novo 
52 Luis Bonfá - O Violão e o Samba 
53 Luiz Eça e Astor - Cada Qual Melhor 
54 Marcos Valle - Braziliance! A Música de Marcos Valle 
55 Marcos Valle - Mustang Cor de Sangue Ou Corcel Cor De Mel 
56 Marcos Valle - Samba "Demais" 
57 Maria Bethânia - Recital na Boite Barroca 
58 Milton Banana Trio - Milton Banana Trio 
59 Moreira Da Silva - Último Dos Moicanos 
60 Moreira Da Silva - Último Malandro 
61 Nadinho Da Ilha - Cabeça Feita 
62 Neco's Guitar and the Ipanema Strings - Velvet Bossa Nova 
63 Nelson Cavaquinho - Nelson Cavaquinho 
64 Noel Rosa - Noel Por Noel 
65 Noite Ilustrada - Noite Ilustrada 
66 Nonato Buzar - Nonato Buzar E O País Tropical 
67 Noriel Vilela - Eis O "Ôme" 
68 Norma Benguell - Ooooooh! Norma 
69 Odete Amaral,Cartola,Clementina de Jesus,Nelson Cavaquinho,Carlos Cachaça - Fala Mangueira
70 Orlandivo - Orlandivo 
71 Os Borges - Os Borges 
72 Os Cinco Crioulos - Samba No Duro 
73 Os Cinco Crioulos - Samba No Duro Vol.2 
74 Pery Ribeiro + Bossa Três - Encontro 
75 Pery Ribeiro/Leny Andrade/Bossa Três - Gemini V (Show na Boite Porão 73) 
76 Pixinguinha - Som Pixinguinha 
77 Quarteto em Cy - Quarteto em Cy 
78 Quarteto Novo - Quarteto Novo 
79 Quarteto Sambacana - Muito pra Frente 
80 Radames Gnattali / Sexteto - Radames NA Europa Com Seu Sexteto 
81 Ribamar - Noites Cariocas 
82 Rosa Maria - Uma Rosa Com Bossa 
83 Rosinha de Valença - Rosinha de Valença e Banda ao Vivo 
84 Sérgio Ricardo - Não Gosto Mais de Mim - A Bossa Romântica de Sérgio Ricardo 
85 Simone / Roberto Ribeiro / João De Aquino - Brasil Export 73 Ago Kelofe 
86 Som Imaginário - Matança de Porco 
87 Som Três - Som Três Show 
88 Som Três - Tobogã 
89 Tito Madi - Balanço Zonal Sul e outros sucessos 
90 Toni Tornado - BR3 
91 Toni Tornado - Toni Tornado 
92 Toninho Horta - Toninho Horta 
93 Trio Nordestino - Pau De Arara É A Vovozinha 
94 Victor Assis Brasil - Pedrinho 
95 Wagner Tiso - Wagner Tiso 
96 Walter Wanderley - O Samba é Mais Samba com Walter Wanderley 
97 Walter Wanderley - Samba no Esquema de Walter Wanderley 
98 Wanderlea - Vamos Que Eu Já Vou 
99 Wilson Neves e seu Conjunto - Juventude 2000 
100 Wilson Simonal - Simona

Odeon 100 Anos – Parte I
Sei que o assunto que decidi escrever já está um pouco velho, afinal essa coleção não é mais nenhuma novidade, encontra-se no mercado desde 2001. No entanto, com a importância dos vários títulos que a compõem e com a total falta de informação de todos os discos relançados, gastar algumas linhas sobre é algo realmente inevitável.

A EMI comemorando um século de atividades da gravadora no Brasil, trouxe ao mercado fonográfico a coleção “Odeon 100 Anos”, reunindo títulos de grande importância e curiosidades, a grande maioria inédita em CD, com tiragem para colecionador de mil e duas mil cópias.
A coleção foi lançada aos poucos desde 2002 até final de 2003, reunindo primeiramente 45, 70 e finalmente 100 títulos diferentes comemorando desta forma os 100 anos no Brasil.

Como em quase todos os relançamentos e recuperações de discos neste país, contou com o envolvimento do músico Charles Gavin dos Titãs, seguindo aparentemente em sua honrável cruzada em prol da memória da música brasileira.

Charles Gavin também é responsável pela recuperação e lançamento em CD de títulos da Warner (Coleção Warner Arquivos), Sony Music, BMG e a caixa com todos os discos do Caetano Veloso. (Até pouco tempo existia um site com informações sobre alguns dos discos, que digamos, “trouxe a vida novamente”.  http://www.charlesgavinfaclube.com.br Infelizmente não consigo mais acessá-lo.)

Bom, voltando ao assunto, verifiquei que não existe na WEB e nem na página da EMI (www.emi-music.com.br) informações sobre todos os discos que foram lançados, somente listagens com alguns dos títulos. Procurando ajudar àqueles que já procuraram estas informações, pesquisei e o resultado pode ser visto em http://atequeenfim.zip.net/odeon100anos.htm

No próximo post comentarei sobre alguns destes discos.
Dorival Caymmi e sua obra
Ao cogitar escrever sobre Dorival Caymmi, acabei realizando uma pesquisa extensa na Web procurando por sua obra, e o resultado final pode ser visto no link http://atequeenfim.zip.net/dorival.html.
  Dorival Caymmi, compositor baiano nascido em 14 de abril de 1914 completou 90 anos em 2004, ocorrendo várias homenagens.
Caymmi começou a ser conhecido quando sua música "O Que É Que a Baiana Tem" foi incluída no filme "Banana da Terra", estrelado por Carmen Miranda.
Construiu a imagem da Bahia e das baianas para o mundo através de músicas como "O que é que a Baiana tem?", "A Preta do Acarajé", "Você já foi a Bahia?", "Vatapá".
Influenciou vários músicos através de seu jeito simples de cantar e é considerado um precursor, já que alterou o acompanhamento do violão de uma maneira que ninguém havia feito até então, como um impressionista, conquistando músicos sofisticados como Tom Jobim.


"Sua adoração pelo mar e pela natureza, acaba por colocar o homem em sua real posição - uma parte integrante dela - sem domínio, sem superioridade, sem controle." - retirado de http://www.mpbnet.com.br/musicos/dorival.caymmi/
Aproveitando a data, vários lançamentos e relançamentos ocorreram, como por exemplo:
Caixa "Caymmi e o mar"
Lançada originalmente no ano de 2000 foi recolocada em catálogo e traz os álbuns de carreira do compositor na Odeon (EMI), no formato 2 em 1, agrupados em 6 CDs e com direito a um disco bônus, com vários intérpretes relendo a obra do compositor. Há ainda um booklet contendo textos dos críticos musicais Luís Antônio Giron, João Máximo e Tárik de Sousa. Discos contidos nesta caixa:
Canções praieiras (1954) - Sambas de Caymmi (1955)
Eu vou pra maracangalha (1957) - Caymmi e o mar (1957)
foto não disponível Ary Caymmi e Dorival Barroso (1958) - Caymmi e seu violão (1959)
Eu não tenho onde morar (1960) - Caymmi (1965)
Caymmi (1972) - Caymmi também é de rancho (1973)
Caymmi's grandes amigos (1985) - Dori, Nana, Danilo e Dorival Caymmi (1987)
Cantando Caymmi (Vários intérpretes)
 
Para Caymmi - de Nana, Dori e Danilo

Warner
ASIN: 5050467257627 2004

Coletânea de composições de Dorival Caymmi reunida neste álbum, interpretadas pelos seus filhos Nana, Danilo e Dori, em comemoração aos 90 anos do pai.
  Faixas
1. Acontece Que Eu Sou Baiano
2. Severo Do Pão / O Samba Da Minha Terra
3. Vatapá
4. Você Já Foi A Bahia?
5. Requebre Que Eu Dou Um Doce / Um Vestido De Bolero
6. Lá Vem A Baiana
7. A Vizinha Do Lado / Eu Cheguei Lá
8. O Que É Que A Baiana Tem?
9. Dois De Fevereiro / Trezentos E Sessenta E Cinco Igrejas a Bahia tem
10. Saudade Da Bahia
11. O Dengo Que A Nega Tem
12. São Salvador
13. Eu Não Tenho Onde Morar / Maracangalha
14. Milagre
Dorival Caymmi 90 Anos - Mar e Terra - disco duplo, vários intérpretes.

BMG, 2004
   
Songbook - 90 Anos de Caymmi - Box c/ 4 cds

Lumiar Disc, 2004
   


"Minha música sempre foi figurativa. Vejo a música como um quadro, uma composição geral em que o fator humano é preponderante."
  Dorival Caymmi

Abaixo coloquei a letra de algumas músicas que falam da Bahia, do Mar, do vento e do amor

Vatapá

- Quem quisé vatapá - ô
que procure fazê?
Primeiro o fubá,
Depois o dendê,
Procure uma nega baiana -
Que saiba - mexê
Que saiba - mexê
Que saiba - mexê

Bota castanha de caju
- Um bocadinho mais.
Bota pimenta malagueta.
- Um bocadinho mais.

Amendoin, camarão, rala o coco
Na hora de machucar
Sai com gengibre e cebolra, Yayá.
Na hora de temperar!

Não parar de mexê - ô
Que é pra não embolar
Panela no fogo; não deixa queimar,
Com qualquer dez mil-réis e uma nega - ô
Se faz um vatapá!
Se faz um vatapá!
Se faz um vatapá!

Bota castanha de caju...

É doce morrer no mar

É doce morrer no mar,
Nas ondas verdes do mar.

A noite que ele não veio, foi...
Foi de tristeza pra mim.
Saveiro voltou sozinho,
Triste noite foi para mim...

É doce morrer no mar

Saveiro partir de noite, foi
Madrugada... não voltou,
O marinheiro bonito,
Sereia do mar levou...

É doce morrer no mar.

Nas ondas verdes do mar, meu bem
Ele foi se afogar
Fez sua cama de noivo
No colo de Yemanjá

É doce morrer no mar...

Canoeiro (Pescador)

Ô canoeiro
Bota a rede
Bota a rede no mar
Ô canoeiro, bota a rede no mar

Cerca o peixe
Bate o remo
Puxa a corda
Colhe a rede
Ô canoeiro, puxa a rede do mar

Vai tê presente pra Chiquinha
E tê presente pra Yayá
Ô canoeiro
Puxa a rede do mar

Cerca o peixe
Bate o remo
Puxa a corda
Colhe a rede
Ô canoeiro, puxa a rede do mar

- Louvado seja Deus, ó meu pai
Ô canoeiro...

O vento

Vamos chamar o vento
Vamos chamar o vento

Vento que dá na vela
Vela que leva o barco
Barco que leva a gente
Gente que leva o peixe
Peixe que dá dinheiro, Curimã

Curimã ê, Curimã lambaio
Curimã ê, Curimã lambaio
Curimã
Curimã ê, Curimã lambaio
Curimã ê, Curimã lambaio
Curimã

Vamos chamar o vento
Vamos chamar o vento

Vento que dá na vela
Vento que vira o barco
Barco que leva a gente
Gente que leva o peixe
Peixe que dá dinheiro, Curimã

Vamos chamar o vento
Vamos chamar o vento


Só Louco

Só louco
Amou como amei
Só louco
Quis o bem que eu quis

Oh insensato coração
Por que me fizeste sofrer?
Porque de amor para entender
É preciso amar

Porque

 
Waldir Azevedo
Você já ouviu falar da música "Brasileirinho"? Por trás deste grande clássico da música brasileira e carioca encontra-se o grande compositor e cavaquinista Waldir Azevedo.
 
Waldir Azevedo foi criado nos subúrbios do Rio de Janeiro, aprendeu flauta, violão e cavaquinho já na infância. É considerado por muitos como o músico que mais contribui para a divulgação do choro no Brasil nos anos 50, embora muitas vezes lembrado pela música citada acima, ainda compôs vários outros sucessos como "Pedacinhos do Céu", "Delicado" e "Baião Caçula".
 
 
No final de 1949, lançou um lp com o choro "Brasileirinho", um enorme sucesso comercial em todo o mundo. Excursionou pela Europa, Japão e Estados Unidos tocando suas músicas.
 
Entre 1967 e 1968 gravou dois discos pela Odeon. O primeiro deles foi registrado no estúdio da gravadora no dia 23 de julho de 1967 e foi relançado na íntegra recentemente. Infelizmente, como sempre, sem nenhuma divulgação e em tiragem bem limitada.
 
 
Encontrei este disco mas uma vez na área destinada a cds baratos (R$ 9.99) das Lojas Americanas. Quem tiver oportunidade de comprar ou goste ou tenha curiosidade pelo gênero, recomendo!
Coleção Walt Disney Treasures
 

A Disney colocou no mercado brasileiro uma coleção chamada "Disney Treasures". Esta coleção possui vários títulos, normalmente são DVD´s duplos acondicionados em caixas metálicas luxuosas.

No Brasil, até o momento foi lançado o volume "Mickey Mouse em Cores Vivas" que contém 26 desenhos lançados entre 1935 a 1939. Existe uma promessa de outros lançamentos para o mês de setembro, são eles: Mickey Mouse em Cores Vivas volume 2, Sinfonias Ingênuas, Cronologia do Donald.

Esqueci de mencionar, como tudo que é bom... é caro e tem tiragem limitada, o volume do "Mickey em cores vivas" por exemplo foram produzidas apenas 5000 peças.


"O maestro" "O pequeno alfaiate valente"
"No gelo" "O maestro"

Para saber mais: www.disney.com.br/treasures

Para os curiosos, entre no site da Amazon.com, procure por Disney treasures e verifique os produtos já lançados nos EUA: www.amazon.com

Clementina de Jesus em CD...

 
Alguém já tentou comprar algum disco da Clementina de Jesus? Se tentou sabe a dificuldade que é!
 
Ao longo da história do compact disc no Brasil, a Clementina foi relembrada poucas vezes.
 
A primeira, foi há muito tempo atrás na coleção "2 LPs em 1 CD" onde haviam os discos "Rosa de Ouro n1 e Rosa de Ouro n2" (EMI), e já fora de catálogo. 
 
Em outro momento, outros discos foram lançados em cd, dois deles em um único cd novamente, só que agora pela nova coleção "2 em 1" (EMI), Marinheiro só e Gente da Antiga (com Pixinguinha e João da Bahiana), porém infelizmente ficou pouco tempo em catálogo e hoje dificilmente será encontrado, talvez no site www.cdpoint.com.br , mas pagará um preço alto provavelmente.
 
Também chegou a ser relançado pela coleção "Odeon 100 anos" o disco "Fala Mangueira" onde a Clementina de Jesus participa em conjunto com Cartola, Odete Amaral, Nelson Cavaquinho e Carlos Cachaça, no entanto, apenas um ano após o lançamento, isto é, o relançamento também já encontra-se fora de catálogo.
 
O outro disco, que acho inclusive que ainda está em catálogo, foi um grande achado, estava andando pela Lojas Americanas de um shopping em Niterói e encontrei na área destinada a cds em oferta por 9,99 o disco "Clementina e convidados" de 1979 da gravadora Odeon (EMI). Obviamente não acreditei... um disco de tamanha importância jogado por R$ 9.99 e lugar algum havia lido a respeito deste relançamento. É uma pena... Isso é Brasil!
 
O que mais chama atenção em todos estes relançamentos é o pouco tempo que os discos ficaram em catálogo. Em resumo, neste país ou você compra logo ou nunca mais acha!!

Você sabia que a maior parte da discografia da Clementina de Jesus (de 1965 a 1979) foi relançada em cd pela EMI financiada pela BR distribuidora, porém em quantidade limitadíssima para presentear os clientes preferencias da Petrobrás e algumas bibliotecas!! Pena que ficou nisso!! Esta notícia pode ser lida em http://www.cliquemusic.com.br/br/Acontecendo/Acontecendo.asp?Nu_materia=3233

Os discos que compunham esta caixa financiada pela BR eram:

CD 1 - "Rosa de Ouro 1 e 2";
CD 2 - "Clementina de Jesus";
CD 3 - "Gente da Antiga" (com Pixinguinha e João da Bahiana);
CD 4 - "Mudando de Conversa" (com Cyro Monteiro e Nora Ney);
CD 5 - "Fala Mangueira" (com Odete Amaral, Cartola, Nelson Cavaquinho e Carlos Cachaça);
CD 6 - "Marinheiro Só";
CD 7 - "Clementina de Jesus" (convidado especial Carlos Cachaça);
CD 8 - "Clementina e Convidados".
e um booklet com 34 páginas, que contém ficha técnica completa dos álbuns e biografia resumida da grande dama do samba brasileiro.

Até que enfim... Agora posso reclamar!

Um dos grandes objetivos deste blog, é colocar aqui informações relevantes à música brasileira, como relançamentos de obras de extrema importância e que são completamente ignoradas pela mídia, pouco divulgados ou simplesmente esquecidas.

Minha humilde intenção é chamar atenção para nossa cultura, é tentar "remar contra maré"! Espero encontrar pessoas que sintam-se tão indignadas quanto eu... ou que em algum momento ao procurar um disco de um artista importante de nossa história, descobre que este nunca foi lançado em cd pois não vende!!

[ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, INGA, Homem, de 26 a 35 anos, Arte e cultura, Livros

 
Visitante número: